Quinta-feira, 18 de Julho de 2024
Telefone: (54) 3381.1550
Whatsapp: (54) 9 9940-1045
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
29°
17°
25°C
Soledade/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Educação

Comunidades de Arvorezinha receberão livros do Programa Arca das Letras

Comunidades de Arvorezinha receberão livros do Programa Arca das Letras
26.09.2014 09h23  /  Postado por: upside

Dez comunidades do município de Arvorezinha receberão livros do Programa Arca das Letras, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). A formalização do ato, que destinará 220 exemplares obtidos por meio de doações para cada uma das localidades, foi realizada na tarde desta quarta-feira (24), na Câmara de Vereadores, com a presença de integrantes da Emater/RS-Ascar, Prefeitura, Secretarias de Educação, Cultura e Turismo e MDA. Na ocasião, também foram capacitados dez agentes que serão responsáveis por cuidar dos volumes.
Serão beneficiadas as localidades de Linha Quarta, Linha Quinta, Linha Sexta, Torres Gonçalves, Arroio Bugre, Barro Preto, São José, Posse Arus, Cândido Brum e Segredo. O investimento supera os R$ 50 mil, cabendo ao município, como contrapartida, a construção da arca. O objetivo da ação, de acordo com a coordenadora nacional do Arca das Letras, Maria Dione Ferreira, é democratizar o acesso à leitura, por meio dos livros doados. “Em muitos casos, os acervos são levados a comunidades isoladas, Brasil afora, que não têm nenhum acesso a esse tipo de material”, ressalta.Para Maria Dione, são tantos os benefícios da leitura, que se poderia ficar a tarde toda falando sobre eles. “Além de a gente falar e escrever melhor e obter uma boa colocação no mercado de trabalho a partir disso, a leitura possibilita o entretenimento, o poder viajar sem sair do lugar”, diz. “E assim a gente espera que também ocorra com os moradores de Arvorezinha, com a leitura passando a fazer parte do cotidiano de todos”, salienta.
Parceira da ação, a Emater/RS-Ascar auxiliou na condução do processo, que culminou na entrega do material. Para o engenheiro agrônomo Ivan Bonjorno, a concretização do programa no município é motivo de alegria para toda a comunidade. “O que estamos construindo aqui hoje, com o trabalho de tantas parcerias, tem um valor que não pode ser traduzido apenas em números”, enfatizou. Bonjorno também valorizou o empenho do MDA em levar às comunidades, não apenas os volumes previstos pelo programa, mas também uma caixa extra, com doações para a Apae local.Segundo o gerente regional da Emater/RS-Ascar de Lajeado, Luiz Bernardi, esta é mais uma ferramenta para qualificar e potencializar o trabalho dos agricultores familiares locais. “Ainda mais se levarmos em conta a falta de tempo e a dificuldade de acesso a materiais desse tipo, por parte de quem trabalha no campo”, observou. Para Bernardi, o trabalho de extensão deve ser pensado para além da instrumentalização técnica por parte dos produtores. “Ao levar livros para as comunidades, se está trabalhando como agente do desenvolvimento social diretamente nas propriedades dos envolvidos”, disse.
Já a secretária de Educação, Dilce Gehlen, considera a ação importante para a qualificação dos beneficiários. “Algo que poderá ser sentido em médio e longo prazo, conforme os livros forem sendo retirados e o acervo sendo ampliado e levado a outras comunidades”, afirmou. Também participaram da ação, o supervisor da Emater/RS-Ascar, Cézar Borille, a secretária de Turismo e Cultura, Rejane Borille, e o secretário de Agricultura, Reni Maia, além de representantes do MDA e das comunidades beneficiadas.
 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.