Quinta-feira, 22 de Setembro de 2022
Telefone: (54) 3381.1550
Whatsapp: (54) 9 9940-1045
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
11°
11°C
Soledade/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Agricultura

Manejo de solo para minimizar efeitos da estiagem é apresentado em Dia de Campo em Vale do Sol

Manejo de solo para minimizar efeitos da estiagem é apresentado em Dia de Campo em Vale do Sol
07.01.2022 15h57  /  Postado por: Departamento de Jornalismo

Agricultores e lideranças de diversos municípios do Vale do Rio Pardo participaram do Dia de Campo Pró-Milho, realizado na tarde da quinta-feira (06/01), na propriedade dos agricultores Dilson e Silvia Thom, em Vale do Sol. A atividade, promovida pela Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), em parceria com a Prefeitura de Vale do Sol e KWS Sementes, visou mostrar aos agricultores como o manejo constante do solo pode minimizar os efeitos da estiagem nas lavouras e as vantagens que a construção de um silo secador com ar natural pode proporcionar às famílias agricultoras.

Na primeira estação, coordenada pelo extensionista rural Agropecuário do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Soledade, Josemar Parise, e pelo agricultor Dilson Thom, foi destacada a importância da adoção de práticas de recuperação e conservação, em especial sobre as propriedades físicas do solo e o sistema radicular das plantas. Por meio de uma trincheira, o público pode observar o tamanho e a quantidade das raízes e a diferença que essa característica faz para que as plantas busquem água em áreas mais profundas do solo e responda com maior produtividade. “É preciso construir um perfil do solo e não apenas a superfície. Isso proporciona melhor distribuição das raízes e crescimento em profundidade”, frisou Parise.

O agricultor frisou a importância da adoção de mais de uma técnica para recuperar o solo. “Se você não descompactar o solo, só a palhada não resolve pois, mesmo que chova um alto volume, a água vai ficar na superfície e escorrer. Na descompactação ela irá infiltrar e servir de reservatório”, relatou Thom.

Na segunda estação, os extensionistas rurais Dagoberto Antunes e José Barbosa explicaram sobre o silo secador com ar natural. A tecnologia desenvolvida pela Emater/RS-Ascar contribui para a qualidade do grão e dá autonomia aos produtores na decisão do melhor momento para comercializar o produto, garantindo melhores preços. “A qualidade do grão vem da lavoura. O silo secador mantém essa qualidade”, frisou Antunes.

Na terceira estação, o auxiliar técnico da KWS Sementes, Bruno Valentin Etges, e o sócio proprietário da Agromaq de Candelária, Claudio Schmachtenberg, apresentaram as variedades de sementes de milho disponibilizadas pela empresa, os índices de produtividade e as características de cada variedade.

O agricultor José Eduardo Frey participou da atividade. Na propriedade da família, na localidade de Entrada Ferraz, município de Vera Cruz, são cultivados tabaco e milho, sendo o milho cultivado na primeira e segunda safra. “Foi muito interessante participar. Conheci técnicas de manejo do solo, novas variedades de milho e pude conhecer mais sobre a rotina de uma família que cultiva milho e soja. É uma propriedade modelo e vemos que tem dedicação no que faz. Sempre se aprende mais, tem novidades. Hoje aprendi que podemos nos precaver para quando o tempo não ajuda. É sempre bom buscar novos conhecimentos”, ponderou.

Anfitriã do evento, a agricultora Silvia Thom falou sobre sediar o dia de campo na propriedade da família. “Nos sentimos orgulhosos e privilegiados em receber as pessoas e mostrar o nosso trabalho. Nós fizemos a nossa parte, cuidando do solo, cultivando conforme as orientações e vamos ter uma boa safra”, ressaltou.

Durante a atividade também foram divulgados produtos da Agroindústria de Embutidos e Açougue Klein. O empreendimento fica na localidade Formosa, em Vale do Sol, onde são comercializados produtos como salsicha, linguiça, salame, torresmo, copa e banha, entre outros.

O extensionista rural e chefe do Escritório da Emater/RS-Ascar de Vale do Sol, Dagoberto Antunes, avaliou o evento de forma positiva. “Estamos em época de colheita do tabaco e também bastante demandas devido à estiagem mas, mesmo assim, tivemos a participação de um número expressivo de agricultores do município e da região e pudemos difundir conhecimentos sobre as diferentes áreas que apresentamos hoje”.

 

Abertura

Na abertura do evento, o gerente regional adjunto da Emater/RS-Ascar, Carlos Corrêa da Rosa, deu as boas-vindas aos presentes, destacou o trabalho realizado pela família anfitriã e ressaltou que a Instituição atua para auxiliar os produtores na adoção de técnicas para minimizar os efeitos da estiagem e levar conhecimento para as famílias agricultoras. “Hoje queremos mostrar não como resolver o problema da estiagem, mas formas de reduzir os seus efeitos”.

O prefeito de Vale do Sol, Maiquel Evandro Laureano Silva, destacou a importância da agricultura para o município. “Essa é uma propriedade modelo do nosso município. Vale do Sol é 90% agrícola e quando a gente adquire um novo maquinário é pelo trabalho de vocês agricultores. É um privilégio realizar esse evento em Vale do Sol e mostrar bons resultados, mesmo em um período de dificuldade”.

O dia de campo integrou as atividades do Programa Estadual de Produção e Qualidade do Milho (Pró-Milho RS) da Seapdr. O Programa visa incentivar, fomentar e coordenar ações que aumentem a produção e a qualidade do milho no Estado.

 

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional de Soledade

Jornalista Carina Venzo Cavalheiro

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.