Terça-feira, 02 de Março de 2021
Telefone: (54) 3381.1550
Whatsapp: (54) 9 9940-1045
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Estrelado
25°
18°
19°C
Soledade/RS
Estrelado
Ao Vivo:
Geral

Polícia dispersa 74 aglomerações no Litoral Norte do RS desde quinta, diz governo

Maioria das ações foi realizada em Capão da Canoa. Comando da Brigada Militar na região afirma que não foi necessário usar a força para afastar público nas praias e ruas.
Polícia dispersa 74 aglomerações no Litoral Norte do RS desde quinta, diz governo
15.02.2021 18h08  /  Postado por: Departamento de Jornalismo

A Brigada Militar (BM) do Rio Grande do Sul totalizou 74 ações contra aglomerações no Litoral Norte do estado entre a última quinta-feira (11) e a manhã desta segunda (15). O balanço das ocorrências durante o carnaval foi divulgado pelo governo estadual.

A cidade com o maior número de aglomerações foi Capão da Canoa, com 41 registros. Desde sexta-feira (12), o município vem observando grande movimentação de público na beira da praia e nas ruas. Houve relatos de problemas semelhantes em Xangri-Lá.

Segundo o responsável pelo Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) do Litoral Norte, coronel Marcel Vieira Nery, não foi necessário o uso da força nas ações.

“Nessas 74 intervenções, nós não tivemos nenhuma ação em que tivéssemos que usar mais da força, foram todas muito bem conduzidas. As pessoas compreenderam que era o momento de desocupar os locais, foi bastante tranquilo. Não teve maiores incidentes”, disse.

 

Ação ostensiva

 

Segundo o governo, a BM busca evitar confrontos, uma vez que crianças, idosos e pessoas não envolvidas nas aglomerações podem estar próximas aos locais de acúmulo de gente.

O comandante do CRPO do Litoral Norte ainda afirma que as ações mais ostensivas só são realizadas após avaliação técnica. “São momentos que a atividade de inteligência vai fazer um estudo e vai ser feita a reunião do efetivo necessário, até porque, às vezes, são grupos grandes de pessoas”, explicou o coronel.

Reclamação em Cidreira

 

Em Cidreira, a prefeitura reclamou de não ter apoio da BM para dispersar as aglomerações nas ruas. O comando do 8º Batalhão de Polícia Militar respondeu, afirmando que a responsabilidade da fiscalização sanitária é do município.

O coronel Marcel Vieira Nery garantiu a presença reforçada do efetivo na cidade. “Se o prefeito tem uma reclamação, a gente tem que pontuá-la corretamente para ver como é possível equacionar. Mas eu posso dizer, de antemão, que não é por falta de policiais na região”, afirmou.

Demais ações da Brigada

 

O levantamento do governo também detalhou outras ações da Brigada Militar no carnaval. Conforme os dados, a polícia recebeu 27 denúncias de aglomeração pelos telefones 150 e 190, com 18 ocorrências confirmadas.

Foram 49 atendimentos de perturbação do sossego público, com apreensão de equipamentos de som e produção de termos circunstanciados.

No Litoral Sul, foram registradas somente duas ocorrências de aglomerações de sexta-feira a domingo.

Fonte: G1-RS

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.