Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
Telefone: (54) 3381.1550
Whatsapp: (54) 9 9940-1045
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
23°
10°
11°C
Soledade/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Geral

Voluntários da UPF entregam 3,5 mil máscaras descartáveis para uso no enfrentamento da covid-19 em Passo Fundo

Voluntários da UPF entregam 3,5 mil máscaras descartáveis para uso no enfrentamento da covid-19 em Passo Fundo
01.04.2020 16h15  /  Postado por: Departamento de Jornalismo

Divididos em três turnos, cerca de 50 voluntários se revezam, há pouco mais de uma semana, para produzir máscaras e jalecos descartáveis que serão usados no atendimento de casos suspeitos de COVID-19 em Passo Fundo. Neste período, cerca de 3,5 mil unidades de máscaras e 600 jalecos foram produzidos e entregues para serem utilizados.

A professora Dulcicléia Antunes, que está coordenando a operação, explica que os voluntários estão se revezando em três turnos para fazer corte, separação das peças, costura, acabamento e disposição em embalagem para entrega. “A UPF sempre teve esse olhar comunitário e sempre atuamos na comunidade e por isso as pessoas estão ajudando neste momento”, explica sobre a disposição dos voluntários.

Além das pessoas envolvidas na produção, outros voluntários oferecem lanches e refeições a quem está produzindo as máscaras e jalecos. Ainda, acadêmicos de Educação Física (bacharelado) realizam atividades de ginástica laboral junto aos voluntários.

Cássia Fonseca é uma das voluntárias. Ela conta que desde que começaram a ser divulgadas as informações sobre a expansão do novo coronavírus pelo mundo, ela admirava as pessoas que continuavam trabalhando a fim de auxiliar toda a sociedade a passar por esse momento. Formada em Psicologia pela UPF, sempre se envolveu em atividades e projetos de extensão durante a graduação. “Acabei conhecendo esse projeto e no primeiro momento fiquei interessada em participar. Já tinha costurado com minha mãe em casa e vi uma oportunidade de retribuir essas pessoas que estão trabalhando. Nesse momento vi que era uma habilidade que eu podia usar para ajudar nesse contexto. Traz uma sensação de esperança de que tudo vai se ajeitar. É super importante para preservar a saúde de quem cuida da vida e da saúde das pessoas”, completa.

*Universidade de Passo Fundo
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.