Ouça ao vivo

Ouça a Rádio Ao Vivo

Previsão do Tempo

Soledade

Segunda 15/12

Poucas Nuvens

Mínima 15ºC

Máxima 31ºC

Chuva 0mm

Poucas Nuvens

Fonte: Tempo agora

Notícias

Publicidade

Notícia

19 de Maio de 2017

Cooperativa Cooplantio é suspeita de desviar mais de R$ 17 milhões em sacas de soja

Cooperativa Cooplantio é suspeita de desviar mais de R$ 17 milhões em sacas de soja

Baixar imagem

Coletiva de imprensa sobre a Operação - Foto: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (19/05) a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária (DEAT), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), desencadeou a Operação Colheita Maldita no RS e no Paraná. A ação teve como objetivo reprimir a prática, em tese, dos crimes de apropriação indébita, associação criminosa e lavagem de dinheiro, entre outros, no âmbito de uma cooperativa agrícola. Foram apreendidos documentos relacionados aos crimes em escritório da empresa, os quais serão analisados.

Segundo os delegados Max Otto Ritter e André Lobo Anicet, a investigação teve início no segundo semestre de 2016, a partir da denúncia de agricultores que foram lesados pela Cooperativa dos Agricultores de Plantio Direto Ltda (COOPLANTIO). Segundo estimativa esta cooperativa teria desviado mais de 170 mil sacas de soja, gerando um prejuízo no valor estimado de R$ 17 milhões de reais. A ação teve por objetivo apreender documentos que comprovem os crimes investigados, em que pese haja robusta prova obtida na quebra do sigilo bancário e fiscal dos investigados –salientaram o delegados.

A ação cumpriu 17ordens judiciais em oito cidades do Rio Grande do Sul, tais como Rio Grande, Pelotas, Passo Fundo, Cruz Alta, Santana do Livramento e Porto Alegre, e uma no Estado do Paraná. Participaram da Operação Colheita Maldita 85 policiais da Polícia Civil Gaúcha e seis da Polícia Civil do Paraná em 30 viaturas policiais.

Departamento de Jornalismo / ASCOM Polícia Civil

Comente