Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018
Telefone: (54) 3381.1550
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
23°
12°
22°C
Soledade/RS
Ensolarado
Ao Vivo:
Saúde

Vigilante sanitário coleta amostras de água acumulada em depósito de pneus em Ernestina

Vigilante sanitário coleta amostras de água acumulada em depósito de pneus em Ernestina
08.01.2016 07h13  /  Postado por: upside

Uma propriedade particular abriga um perigo para a comunidade de Ernestina. Às margens da RST 153, na localidade de Esquina Penz, o local é um depósito a céu aberto de mais de 10 mil pneus, centenas com acúmulo de água.
Conforme o 3º Batalhão Ambiental de Passo Fundo, a situação é crítica. A propriedade é um depósito de veículos velhos, pneus e embalagens de produtos que contaminam o meio ambiente, e existe o acúmulo de água, local propício para o desenvolvimento de larvas do mosquito aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus.
A situação foi descoberta na manhã desta quarta-feira (06) após uma denúncia anônima. O proprietário foi notificado pelos policiais com um termo circunstanciado e as autoridades competentes devem ser comunicadas para que as devidas providências sejam efetuadas em torno da retirada dos materiais do local.
Na manhã desta quinta-feira (07), o prefeito de Ernestina, Odir João Boehm, reuniu-se com a secretária da Saúde e Assistência Social, Adriana Voigt, e o vigilante sanitário de Ernestina Lui Pacheco, para dialogar a respeito das próximas ações da Prefeitura para auxiliar na solução do problema. “A Prefeitura é parceira para resolver esse problema, estamos abertos ao diálogo com o proprietário da área e com os órgãos públicos competentes para que possamos agir do modo adequado”, disse o prefeito. No encontro, o chefe do Executivo autorizou o vigilante sanitário a tomar as medidas cabíveis imediatamente.Já há uma ação judicial desde 2009 relacionada à área particular. A divulgação do caso pela mídia regional também facilitou a entrada do vigilante.
sanitário na área nesta quinta-feira (07), oportunidade em que possível coletar amostras da água acumulada para verificar se as larvas são focos do mosquito da dengue ou não. Até o momento, Ernestina é um dos poucos municípios da região ainda não positivados para o aedes aegypti, devido ao intenso trabalho de vigilância e ações de conscientização promovidas junto à comunidade. A prevenção contra a dengue é uma tarefa de todos e não somente do poder público municipal e a população deve estar atenta para não deixar água acumulada e, assim, não permitir que o mosquito chegue a Ernestina.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.